PROFESSOR: TEM UM ÍNDIO NA NOSSA SALA!



Se um belo dia, um aluno seu gritar: – Professor: Tem um índio na nossa sala! o que você faria caro professor?

Provavelmente você chamaria ele para ter uma conversinha particular sobre o coleguinha que é índio, mas se de repente despertar a curiosidade nos outros colegas da turma o que fazer?

Temos que tomar muito cuidado ao se deparar com isso, e lembrarmos que se nós fomos professores de crianças, temos que prepará-la para lidar com esses encontros. Não podemos deixar que o preconceito tome conta de uma sala de aula, apenas por ter alguém diferente.

Não seria melhor você trazer figuras para a sala e fazer uma leitura de fotos, de textos e vídeos que mostrem a realidade indígena, do que com suas sábias palavras tentar convencer a criança a mudar sua visão que ela aprendeu nos desenhos de TV, ou em livros que ela já viu?

Se não trabalharmos essa temática com as crianças, essa crença dela em acreditar que o índio é aquele que não estuda, vive na selva e anda nu, vai persegui-la desde suas séries iniciais até a faculdade. E isso não é bom, vivemos em um país que foi miscigenado pela força da escravidão e da colonização e  que hoje isso se reflete nas cidades e nas aldeias.

Não podemos mais deixar que o índio continue sendo uma mera figura de ilustração, ou um simples desenho para pintar no dia 19 de abril, sem saber o porquê que esse dia é dia do índio.

No tags for this post.