SER CRIANÇA INDÍGENA



Alguém já se perguntou como será a vida das crianças nas aldeias?

Crianças indígenas na Aldeia Wary Lyty no TO.

Na maioria das comunidades indígenas nós desde crianças aprendemos o princípio da união, nós sempre brincamos juntas, quanto maior o grupo melhor, dentre tantas brincadeiras tem as de pega-pega nos rios e lagos onde as crianças tem que pegar as outras nadando pela água a rapidez é essencial, tem também o arco e flecha que se baseia em quem consegue acertar os alvos determinados com o arco e flecha. Nós crianças nos divertimos muito nos banhos e adoramos sair pelas praias, amamos o contato com a natureza e constantemente adoramos quando aparece algum animal novo pela aldeia como macacos, porco do mato, aves, e outros que constantemente aparecem pelas nossas aldeias.É importante lembrar que têm algumas brincadeiras de vocês que foram criadas a partir das nossas.

Crianças Karajá - Xambioá / Criança Krahô Kanela

 

Desde cedo aprendemos as danças e cantos, participamos dos rituais e já aprendemos a valorizar nossa cultura, adoramos momentos de histórias onde nossos anciões (os mais velhos), nos contam histórias dos nossos povos e da natureza, amamos o contato que temos com todas as crianças da aldeia todas nos conhecemos e somos muito amigas, somos livres para brincarmos e aprendermos com os nossos parentes que nos ensinam muito os valores da natureza e da nossa cultura, na maioria das vezes estudamos na nossa própria aldeia para aprendermos sem nos afastarmos da nossa família o que é muito ruim, mais infelizmente ainda ocorre muito, pois ainda temos muitas aldeias sem escolas, mais o importante é que somos felizes porque na infância a gente se diverte e ficamos torcendo por um futuro feliz para todos nós.

Não sou criança tenho 24 anos, mais fiz uma reflexão dos meus tempos de crianças em minha aldeia e das crianças com as quais tenho muito contato em algumas aldeias.

Amaré Gonçalves Krahô-Kanela.

Tags: comunidades indígenas, tradição





Clique aqui para ver todas as matérias em Cultura



17 Comentários

  1. Sabrina Marx Taurepang -  

    Bem colocado Amaré Gonçalves Krahô Kanela!!!! Gostei!!!!

    06, março 2012, 7:46pm  -  Responder →
  2. Sônia -  

    É muito saudável a infância na aldeia, o legal são as invenções que a gente cria para se divertir, o maior barato. Gostei muito de ver o Kãkazinho aí na foto se divertindo com os parentes, lindo…

    12, março 2012, 9:09am  -  Responder →
  3. Nhenety Kariri-Xoco -  

    Valeu Amaré é muito legal registrar os tempos de criança, como voce tem 24 anos ai temos um visão dos anos de 1986, podemos acompanhar a evolução da cultura indigena na história. Abraços Nhenety KX.

    12, março 2012, 2:46pm  -  Responder →
  4. Kenji -  

    Como os pais tratam as crianças?

    É verdade que os indígenas se abaixam para falar com as crianças para ficarem na mesma altura delas?

    Aguardo retorno…

    kenji

    15, março 2012, 8:41am  -  Responder →
  5. jeniffer -  

    não me ajudou em nada…

    29, junho 2012, 2:41pm  -  Responder →
    • Aracy Tupinambá -  

      Que pena! É um belo texto para reflexão e sem respostas prontas.

      05, julho 2012, 7:52pm  -  Responder →
  6. Sofia kojima ho -  

    estes textos são muito legais deviam escrever mais textos das crianças indígenas.

    21, agosto 2013, 8:33pm  -  Responder →
  7. sofia kojima ho -  

    estes textos me ajudaram muito nas atividades da escola e nas atividades de casa

    23, março 2014, 8:57pm  -  Responder →
  8. PAULA ROSA -  

    gostaria muito de saber como as tribos indígenas lidam com a maturidade principalmente do homens como é feito essa transição de criança pra homem. existe alguma tradição? alguma idade certa?

    grata!!!!

    15, maio 2014, 9:15am  -  Responder →
  9. Lia -  

    Muitas questões me inquietam…
    Porque estão vestidos?
    Porque casas de alvenaria?
    O que esta acontecendo?
    Porque os costumes estão se perdendo?

    19, maio 2014, 3:16pm  -  Responder →
    • Sebastian Gerlic -  

      Prezada Lia, como vai?
      Que bom podermos dialogar contigo sobre a temática indígena!
      E que boas inquietações para refletir mais sobre a realidade indígena brasileira!
      Está no imaginário de muita gente de nós povos indígenas vivemos nas matas, andamos nus, caçando, pescando e coletando o que a natureza nos oferece para sobreviver… Mas essa imagem é só meia verdade! Há povos que ainda vivem assim. São os chamados índios isolados. Há também, outros povos, como muitos de nós, que já há séculos mantém contato com a sociedade nacional. Por isso, adotamos muitos costumes (muitos deles impostos como o uso de roupas, a organização social, a língua portuguesa, a religião… só para citar algumas!!!). É regra social de qualquer grupo humano sofrer influências no contato… e foi isso que nos ocorreu! Por isso, as roupas, as casas de alvenaria, o jogo de futebol, a universidade, a bicicleta… e tantas outras situações e comportamentos próprios da sociedade brasileira. Contudo, isso não significa a perda da identidade étnica. Somos essencialmente povos indígenas que, mesmo adotando comportamentos diferentes dos nossos, mantemos nossos valores culturais, nossas rezas, nossas danças e regras sociais. Não deixamos de ser indígenas quando nos vestimos, ou quando usamos fogão a gás, computador, celular e outras tecnologias. Ser indígena é algo maior e mais forte. Por exemplo, se casualmente você for morar no Japão e adotar os costumes de lá, ainda assim, você não deixará de ser brasileira! Há no nosso portal http://www.indioeduca.org vários textos que tratam dessa mesma reflexão!
      Um abraço, boa leitura e continue nos escrevendo!
      Maria Pankararu

      25, maio 2014, 5:34pm  -  Responder →
  10. maheli -  

    Adorei o comentário sobre a vivência das crianças indígenas. Usarei este texto para realizar uma atividade de interpretação e principalmente para reflexão para nossos alunos aqui de ribeirão pires. Obrigada!

    01, junho 2014, 10:17pm  -  Responder →
  11. Jacira Mota -  

    Boa Tarde,

    Interessante e excelente este site para pesquisa, para conhecer o tema índígena em suas nauances, em suas reivindicações e lutas.

    Parabéns à equipe deste website e que mais pessoas possam conhecer o mesmo.

    16, agosto 2014, 4:30pm  -  Responder →
    • Sebastian Gerlic -  

      Disponha!
      É nosso prazer!
      Divulgue o portal… Use-o… E continue a contribuir com comentarios… Fotos de voce facilitando momentos de aprendizagem..relatos de experiencias pedagógicas…
      Vivemos em Comunidade de Aprendizagem!
      Somos um

      18, agosto 2014, 8:55am  -  Responder →
  12. lucia cristina dias de lima melo -  

    Gosto de ouvir e contar histórias, chego a viajar em cada uma que ouço,mas também gosto de contar de ver aqueles olhos de curiosidade,suspense e de felicidade com o final feliz e é assim com minha turma do berçário, um final de reflexão, diferente da vida real um final feliz.

    16, agosto 2014, 7:51pm  -  Responder →
  13. TERESA CRISTINA -  

    Nossa! Um material muito rico para levar os nossos alunos
    em contato com uma cultural essencial para nossa identidade. Obrigada.

    17, agosto 2014, 9:38pm  -  Responder →
    • Sebastian Gerlic -  

      Disponha!
      É nosso prazer!
      Divulgue o portal… Use-o… E continue a contribuir com comentarios… Fotos de voce facilitando momentos de aprendizagem..relatos de experiencias pedagógicas…
      Vivemos em Comunidade de Aprendizagem!
      Somos um

      18, agosto 2014, 8:54am  -  Responder →

Deixe um comentário

- Você está autenticado como . Sair →